Pedagogias da Imagem | Gabriel Cid de Garcia (coord.)

Título | Pedagogias da Imagem | Gabriel Cid de Garcia (coord.)

O projeto Pedagogias da Imagem, cineclube da Faculdade de Educação da UFRJ, privilegia a relação entre cinema e pensamento por meio da exibição mensal de filmes, seguida de palestra e debate, com pesquisador ou profissional convidado, procurando instigar o público a refletir sobre questões que atravessam o campo das artes, da educação, da cultura e da ciência. As sessões acontecem no campus da Praia Vermelha da UFRJ, normalmente no auditório Manoel Maurício/CFCH.

Em um filme, o enquadramento pode desencadear sentidos plurais que se valem da relação entre seus elementos. Seja pelo recurso da profundidade de campo, do foco, de um plano mais aberto ou fechado, os filmes têm a capacidade de guiar nosso interesse, ora para alguma parte mais específica do quadro, ora para o conjunto. Pela forma com que suas partes podem ser articuladas e recebidas pelo espectador, cada quadro nos ensinaria que há algo mais na imagem que a mera informação que ela comunica.

Estas seriam características que dão a ver a existência de uma ‘pedagogia da imagem’, apontada por Gilles Deleuze em um de seus livros sobre cinema (Cinema I: a imagem-movimento, 1986), já que “o quadro nos ensina desse modo que a imagem não se dá apenas a ver. Ela é tão legível quanto visível” (p. 19). Quando assistimos a um filme nos colocamos diante da exigência de uma obra que não apenas se dá a ler por meio da imagem, mas que também traz e ensina, a seu modo, os códigos de sua leitura, entrando em diálogo com diferentes repertórios culturais – históricos, científicos, filosóficos, estéticos.

Assim como a prática pedagógica não se restringe ao espaço formal da sala de aula, a atividade cineclubista, que pressupõe a exibição regular de filmes, seguida de debates, traduz-se em possibilidade de contato com diferentes pedagogias da imagem, incentivando e intensificando o espírito crítico dos espectadores com relação a temas variados. O público geral, em contato com as imagens, com as ideias disseminadas e reverberadas pelos filmes, palestras e debates, passa a ter sua curiosidade convocada e estimulada, potencializando maneiras outras de se ver – e ler – tanto os filmes quanto o mundo.


Canais

Instagram | https://www.instagram.com/cine.pedagogias/

Blog |  https://cineclubepedagogiasdaimagem.wordpress.com

Facebook | https://www.facebook.com/CineclubePedagogiasdaImagem

Twitter | https://www.twitter.com/cinepedagogias

 


Ficha técnica

Pedagogias da Imagem é um projeto coordenado pelo SeCult – Setor de Cultura, Comunicação e Divulgação Científica e Cultural da Faculdade de Educação da UFRJ, vinculado ao programa CINEAD – Cinema para Aprender e Desaprender. Inaugurado em 2017, o projeto privilegia a relação entre cinema e pensamento, procurando instigar o público a refletir, com os filmes, sobre questões que eles suscitam e reverberam.

Coordenação | Gabriel Cid de Garcia – Faculdade de Educação da UFRJ

Autores | Gabriel Cid de GARCIA, Alice CORRÊA, Fernanda ESTOLANO, Luisa MARTINS, Bianca PINHEIRO, Laura de SOUZA, Mariana de SOUZA, Agatha TAVARES

 

 

 

3

 

Algumas das palestras do projeto, no YouTube

– ‘Racismo não é burrice, é política mesmo’. Palestra de Renato Nogueira (UFRRJ), após a exibição do filme ‘Branco sai, preto fica’, de Adirley Queirós.

– ‘Uma outra história a ser contada’. Palestra de Janete Santos Ribeiro, após a exibição do filme ‘Estrelas além do tempo’ (Hidden figures – E.U.A., 2016), de Theodore Melfi.

– ‘Para além de verdade e mentira: considerações sobre as potências do falso’. Palestra de Alexandre Mendonça (FE/UFRJ), após a exibição do filme ‘Verdades e mentiras’ (F for fake – França/Irã/Alemanha Ocidental, 1973), de Orson Welles.

– ‘Cinema, Mesopolítica e Antropoceno – experimentos em ecologias de práticas e afetos vitais com Agnès Varda’. Palestra de Susana Dias (Labjor/Unicamp) após a exibição do filme ‘Os catadores e eu’ eu’ (Les glaneurs et la glaneuse – França, 2000), de Agnès Varda.

Ciclo (Im)permanências: Vulnerabilidade – Diálogos entre artes, humanidades e mudanças climáticas

Em junho de 2019, a FE/UFRJ, em conjunto com a revista ClimaCom, a Rede Divulgação Científica e Mudanças Climáticas do Projeto INCT-Mudanças Climáticas Fase 2, com apoio da Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental, apresentou o Ciclo (Im)permanências: diálogos entre artes, humanidades e mudanças climáticas.

 

Pandemia

Com a suspensão das sessões devido ao isolamento social, o projeto tem explorado maneiras outras de estar junto e promover o pensamento com o cinema. Embora longe da aglomeração da sala de exibição, a equipe tem se concentrado em repensar formas de atuação no contexto remoto, desenvolvendo materiais e formas de interação por meio das redes sociais do projeto.

O contexto remoto nos convoca a novas formas de lidar com a vivência cineclubista, estimulando pesquisas, compartilhando recomendações e experiências que podem provocar ressonâncias com o atual momento.

 

– Comentário remoto da filósofa Susana de Castro (IFCS/UFRJ) sobre o filme ‘Contágio’ (Contagion – EUA, 2011), de Steven Soderbergh.

https://www.instagram.com/tv/B-fYxOsJan1/?utm_source=ig_web_button_share_sheet

 

GARCIA, Gabriel. Pedagogias da imagem. ClimaComFlorestas [online],  Campinas,  ano 7, n. 17. Maio. 2020. Available from: http://climacom.mudancasclimaticas.net.br/gabriel-garcia-florestas/

 


SEÇÃO ARTE | Ano 7, n. 17, 2020

ARQUIVO ARTE |TODAS EDIÇÕES ANTERIORES