O papel da C&T e da comunidade científica no enfrentamento da pandemia de Covid-19 | Ana Maria Nunes Gimenez, Gedalva de Souza, Rebeca Buzzo Feltrin

Pesquisadoras apresentam os desafios da comunidade científica em meio à pandemia, passando por diferentes temas: os principais interesses dos brasileiros, patentes e vacinas e artigos científicos publicados.

Por Ana Maria Nunes Gimenez [1], Gedalva de Souza [2], Rebeca Buzzo Feltrin [3]

 

Introdução 

Em meio à crise social e econômica instalada pela pandemia de Covid-19, novas reflexões sobre a vida social emergem, e outras, mais antigas, se reacendem e se ressignificam. A interdependência dos países no mundo globalizado, a urgência de se repensar o papel social do Estado, o direito universal à saúde, as desigualdades sociais a serem superadas, a reorganização do trabalho produtivo, os compromissos da universidade e da própria ciência com a sociedade, são apenas alguns exemplos dos desafios aos quais devemos enfrentar.  

Historicamente, diante de crises e incertezas, a comunidade científica é evocada para prover respostas rápidas e eficazes para o enfrentamento dos problemas sociais. Embora a situação atual seja crítica, ela tem expandido a reflexão sobre a necessidade da produção de um conhecimento científico e tecnológico socialmente engajado, alinhado às reais necessidades da população e em cooperação com diferentes atores, reafirmando o papel da comunidade científica na construção de uma sociedade mais justa e democrática. 

Diante desses desafios, quais têm sido as ações da comunidade científica em meio à pandemia da Covid-19? leia o texto completo em pdf

 

Leave a Comment.