Há jardins entre a terra e o mar | Valéria Menezes Scornaienchi

Título | Há jardins entre a terra e o mar Minha pesquisa determina e é determinada pelos percursos da minha vida cotidiana. Há muito tempo venho desenvolvendo um trabalho relacionado com a natureza. Costumo fazer coletas ao longo do caminho e acompanho o processo de transformação das plantas e dos fragmentos que recolho e coleciono. [...]

Título | Há jardins entre a terra e o mar

Minha pesquisa determina e é determinada pelos percursos da minha vida cotidiana. Há muito tempo venho desenvolvendo um trabalho relacionado com a natureza. Costumo fazer coletas ao longo do caminho e acompanho o processo de transformação das plantas e dos fragmentos que recolho e coleciono.

O meu encontro com Livro da Natureza, de Fritz Kahn, aconteceu há 7 anos atrás em um sebo que costumo frequentar. O tema, as ilustrações, a materialidade e a abordagem entre o científico e o poético despertaram o meu interesse. Adquiri vários exemplares e passei a utilizá-lo no meu trabalho.

As pesquisas com os fragmentos naturais e o acompanhamento de seus processos de mutação me levaram a criar desenhos que se apresentavam de início como desenhos de observação mas se transformaram depois em outras imagens. Sigo estabelecendo com esses elementos uma relação a partir dos sentimentos, do afeto e dos segredos escondidos em suas superfícies. Os desenhos surgem em cadernos, folhas soltas e papéis diversos; e junto com os fragmentos de plantas formam uma coleção que se amplia ao longo do tempo, constituindo um atlas afetivo de botânica.

Os trabalhos apresentados nesse portfólio são um recorte dos trabalhos realizados nesse série onde os desenhos são feitos com aquarela de terra e de grafite, e as reflexões e criação de pequenas narrativas surgem a partir da ideia de pensar jardins nas suas formas mais expandidas. Jardins que transitam entre o céu, o mar e a terra. Jardins nos quais seria possível imaginar novas composições de existências, de coexistências de seres de todos os reinos convivendo em harmonia.


 

 

 

 

Essa publicação foi realizada com imagens de uma série de trabalhos chamada há jardins entre o céu e a terra, que dá nome ao livro, e que traz como proposta fabulações que provoquem a reflexão de novos mundos, novas conexões entre os seres que estão todos imersos nesse lugar de terra, útero e vestígios da própria terra, de onde surgem as insurgências.

Textos, imagens e edição da artista.

valeriascornaienchi.com