De volta para minha terra: do descentramento da metrópole à busca de isolamento social no interior do Brasil | Levy Felix Ribeiro


Levy Felix Ribeiro [1]

 

DAS INQUIETAÇÕES

Quantas trajetórias e vidas foram pausadas por causa da pandemia da COVID-19? Entre os muitos números da pandemia, poucos ganham nomes: o pai de um amigo, um vizinho, o primo de um conhecido, a namorada de um colega, um tio próximo, um sobrinho, nomes e pessoas muitas vezes solitárias por não poder estarem próximas de familiares e amigos devido à propagação de contaminação. A Covid-19 anuncia a morte de muitos que deixaram, através da dor, a lembrança de sua existência.

Eu, calouro no doutorado (Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social – PPGAS) da Universidade de Brasília (UNB) fui uma das pessoas que pausou a vida por conta pandemia da COVID-19, pois fazia poucos dias que estava e me organizava em Brasília. No início do mês de março, a busca de um local fixo para me estabelecer ficava cada vez mais restrita; aos poucos, nossas primeiras aulas se anunciavam em um tom de “sejam todos bem-vindos” e era a perspectiva de um novo rumo e caminho não só para mim, mas para todos outros alunos que vieram de regiões diferentes e que esperavam ansiosamente pelas aulas.

Mesmo estando em Brasília para o início do doutorado em 2020, era como se eu não tivesse nem chegado: minha rotina, meus planos, minha trajetória, meus horários foram interrompidos, minha expectativa foi distanciada e minha presença não era presente. Isso também estava acontecendo com outros alunos em outras universidades de todo país. Aos poucos, órgãos federais, estaduais e municipais iam desengrenando as máquinas e, com o Decreto do Governo n°40.509 como uma medida de diminuir a proliferação da COVID-19 pela região, as atividades presenciais foram suspensas.

Em março, com a aplicação do decreto e os primeiros números de infectados detectados, a preocupação tornou-se notícia nas conversas e rodas daqueles colegas que gostaríamos de conhecer pessoalmente, das disciplinas na universidade que não iríamos cursar, dos debates e reflexões que não existiram neste momento, dos fichamentos que não foram escritos, das trocas de aprendizado que deixariam de ser relatadas, dos risos e angústias que não foram compartilhados (leia o ensaio completo em pdf).

 

Recebido em 24/09/2020

Aceito em 02/12/2020

 

[1] Doutorando em Antropologia Social pelo Programa de Pós-graduação em Antropologia Social da Universidade de Brasília. E-mail: levyfelixtur@gmail.com

 

 

De volta para minha terra: do descentramento da metrópole à busca de isolamento social no interior do Brasil

RESUMO: O presente trabalho é resultado de uma trajetória de deslocamento, propondo o exercício de uma descrição que permita contextualizar, através de relatos, a interpretação das regras sociais impostas pela necessidade do isolamento social causada pela pandemia da COVID-19. Pretendo também analisar o cenário que se desenha a partir das interpretações da população, a qual, ainda que resista ao discurso de que o isolamento funcione, lida no dia a dia com as críticas e implementações de políticas de saúde que são necessárias para o desenvolvimento de políticas públicas e a concretização dos serviços adequados para diminuição da pandemia.

PALAVRAS-CHAVE: Antropologia Social. Covid-19. Descentramento.

_________________________

Back to my land: From the decentralization of the metropolis to the search for social isolation in the interior of Brazil

ABSTRACT: The present work is the result of a trajectory of displacement, proposing the exercise of a description that allows contextualizing, through reports, the interpretation of social rules imposed by the need for social isolation caused by the OVID-19 pandemic. I also intend to analyze the scenario that is drawn from the population’s interpretations, which, although it resists the discourse that isolation works, deals on a daily basis with the criticism and implementation of health policies that are necessary for the development of public policies and the realization of adequate services for the reduction of the pandemic.

KEYWORDS: Social Anthropological. Covid-19. Descentralization.


RIBEIRO, Levy Felix. De volta para minha terra: do descentramento da metrópole à busca de isolamento social no interior do Brasil. ClimaCom – Epidemiologias [Online], Campinas, ano 7,  n. 19, Dez.  2020. Available from: http://climacom.mudancasclimaticas.net.br/de-volta-para-minha-terra/