Cantos sagrados da aldeia Awa Porungawa Dju | Pajé Guaíra

Título | Como formei-me um pajé?

Pajé Guaíra canta e fala sobre os cantos sagrados (mboraí) da aldeia tupi-guarani Awa Porungawa Dju. Cantos que fazem parte da vida da aldeia e que estão intimamente conectados à renovação espiritual e ao contato com Deus (Nhanderu) e a natureza.

 


FICHA TÉCNICA

Filmagens |  Marcus Vinicius de Souza Ferreira

Edição | Susana Dias

 


Este trabalho foi publicado no site e YouTube do projeto “Arvorecer de casa em casa”, que tem uma parceria com a Revista ClimaCom.

“Arvorecer de casa em casa”

O que é?

“ARVORECER de casa em casa” é um projeto permanente que possibilita a artistas e criadores atuantes nos mais diversos campos profissionais apresentarem seus saberes e invenções, oferecendo semanalmente conteúdos das artes, ciências, filosofias e técnicas às casas, lares e abrigos que habitamos.

Quem somos?

Essa iniciativa é realizada por coletivos e grupos de pesquisa que pretende criar uma atmosfera de afeto e alegria, de estudo e movimento, de liberdade e solidariedade fazendo nascer pelas vias digitais uma floresta de escritas, vídeos, fotografias, desenhos, bordados, músicas, germinando novos modos de habitar, cuidar de si, dos outros e com os outros.

Como surgiu a iniciativa?

Sabemos que a pandemia que nos assola e as circunstâncias impostas por ela causaram e continuam causando uma série de consequências e mudanças – algumas delas irreversíveis – nas vidas de muitos profissionais. Por isso, durante esta fase de distanciamento social e de seus efeitos duradouros, decidimos, num exercício de ativismo poético, movimentar o universo criativo dos espaços virtuais. Esse movimento dará a esses criadores a possibilidade de trabalharem, gerando renda e sustentando suas famílias.

O que oferecemos?

Os conteúdos do Arvorecer são artesanalmente produzidos por criadores e coletivos, buscando potencializar a diversidade de reflexões sobre o humano e gerar resiliência em tempos de emergência socioambiental e pandêmica. Torna-se urgente germinar o novo com a potência da interconexão entre saberes múltiplos, entre vida e arte.

Por que apoiar?

Para possibilitar a continuidade da produção de conteúdo e colaborar na construção de políticas de cuidado extensivas, transformando o estar em casa num espaço de bons combates. Desejamos que, por meio de redes e rizomas, as pessoas – mesmo em suas casas – possam ser raiz e nutrição desses saberes, ramificando-se, conectando-se com esses criadores e à múltiplas dimensões e possibilidades do conhecimento, da cultura e da arte. E, por que não, nos novos tempos que virão?!

Acesse o site para apoiar: https://www.padrim.com.br/arvorecer

Uma floresta que nos faz perceber que não estamos sozinhes e que, a cada material compartilhado, plantamos uma árvore de sensações – juntos, arvorecemos!

 

 

GUAÍRA, Pajé .Cantos sagrados da aldeia Awa Porungawa Dju. ClimaCom – Coexistências e cocriações [online],  Campinas,  ano 8, n. 20. abril. 2021. Available from: http://climacom.mudancasclimaticas.net.br/cantos-sagrados-da-aldeia/

 


SEÇÃO ARTE | DIANTE DE DOS NEGACIONISMOS | Ano 8, n. 21, 2021

ARQUIVO ARTE |TODAS EDIÇÕES ANTERIORES