ANO 04 - N09 - "Percepção" ISSN 2359-4705

CHAMADA | BUSCA E OUTRAS EDIÇÕES | ENGLISH


c:\tecnozoica

Título: c:\tecnozoica


Resumo: A proposta não era simples: lixo e consumo. Tirar dessas duas palavras um livro fotográfico. As possibilidades que se abrem são infinitas, mas as escolhas é que acabam por determinar as relações entre elas. “Ou” / “e”, o “ou” seria a relação esta­belecida por um tempo linear, quando o mundo nos oferece dois ou mais possíveis, a escolha seria “ou um, ou outro”. No entanto, este livro de fotografia gostaria de se arriscar por outra força-tempo: a do “e”. Diante das possibilidades dos mundos escolhemos “uma e outra”. Daí que lixo e consumo não emergem para nós como guardiões de uma essência, um algo que podemos definir as fronteiras e fotografar em seu fiel flagrante. Buscamos mais apostar em uma potência que circula pela e entre as superfícies das fotos e dos mundos. Lixo e consumo como forças que pro­duzem signos vários: miséria, resistência, esquecimento, proliferação… Que desejam escapar de velhas dicotomias: certo/errado; doente/sadio; consumo/temperança; lixo/limpeza. Em busca de superfícies que não desejam coagular a produção de signos, representar um mundo dado, se fechar em uma possibilidade única de pen­samento. Desejo tão comum na comunicação, preocupada que se entenda exata­mente aquilo que se diz. Desejamos, então, outra pulsação: perder tanto aquilo que se fala, quanto o que se ouve, fazer dessas superfícies – as fotos – uma “zona au­tônoma temporária”, uma terra aberta, uma proliferação de signos a cada encontro, a cada bifurcação do tempo. Por fim, desejaríamos que essas fotos tivessem a força inspirada por Borges: a de um jardim de veredas que se bifurcam. Esses desejos compuseram um livro errante com imagens produzidas por lixos e consumos vários: fotos antigas, jornais de poste, chapas de radiografias, loucos urbanos, desaparecidos, abismos e pastas de arquivos, nomeado como c:\tecnozoica, inspirado pelas camadas de sedimentos que se acumulam entre suas páginas.


Uma produção coletiva de: Alessandra dos Santos Penha, Giancarlo Pellizzari, Pamela de Paula Piovezan, Renato Salgado de Melo Oliveira e Tatiana Plens Oliveira

Diagramação: Tatiana Plens Oliveira

Orientação: Prof. Dr. Paulo Martins

Disciplina: “Oficina de Multimeios”, ministrada pelos professores doutoresAdilson Ruiz, Fernando Tacca e Paulo Martins, no segundo semestre de 2011, durante o curso de especialização em jornalismo científico do Labjor-Unicamp.

 

 

 

 

Login